terça-feira, agosto 9, 2022
Google search engine
HomeArtigosA origem dos signos do zodíaco

A origem dos signos do zodíaco

Como complemento ao artigo que publicarei em breve sobre este artigo, me permito reproduzir integralmente o seguinte artigo na base da origem dos signos do zodíaco.
“São poucos os astrólogos sabem que o plano da eclíptica não passa pelo centro da terra, mas que corta o plano do equador em outro ponto, explica Wendel Polich -. A causa disso é que a astronomia não pode calcular o plano elípticas permanente sobre o centro da Terra, porque este, dada a atração da Lua, que muda constantemente. Para a atração do Sol, não conta nem o centro da Terra, nem mesmo o da Lua, mas o ponto de equilíbrio entre as massas de ambos os astros.
O Sol atrai a si a Terra e a Lua como um conjunto ou uma única unidade, gerando-se um ponto ou centro de equilíbrio, da mesma forma que uma barra sustenta um corpo extenso, do seu ponto de equilíbrio.
Os astrônomos calculam a eclíptica sobre este ponto de equilíbrio, o que realmente passa seu Plano, Este ponto está dentro da superfície da Terra a uma distância aproximada de 1.600 Km. a partir da superfície para o centro da Terra.
Daí que o Plano de movimento deste ponto de equilíbrio seja, na realidade, a verdadeira ECLÍPTICA. Nesse ponto se encontram as três atrações do SOL, a TERRA e a LUA, ou seja, exatamente os três significadores astrológicos da vida. Sobre esta eclíptica, o Sol não tem latitude nem nutação.
Se observarmos a terra e a lua desde este ponto de equilíbrio como o centro, se nos revela um fato astronômico interessante, a terra e a lua se encontram em permanente oposição mútua, cada astro descreve um círculo ao redor do ponto de equilíbrio: a terra, há um pequeno movimento lento, e a lua, um maior movimento rápido, e tudo isso ao mesmo tempo em um mesmo período. Se o leitor nossa imaginação se coloque, nesse ponto, vai entender melhor este fato astronômico.
O astrológicamente maravilhoso, é que este período se repete exatamente em um ano trópico doze vezes, é dizer, a terra e a lua cumprem doze revoluções exatas, em torno desse ponto de equilíbrio e, com isso, determinam-se os DOZE SIGNOS DO ZODÍACO.
Daí que o plano de movimento deste ponto de equilíbrio seja, na realidade, a verdadeira ECLÍPTICA. Nesse ponto se encontram as três atrações do SOL, a TERRA e a LUA, ou seja, exatamente os três significadores astrológicos da vida.
Cada signo é o resultado da velocidade de rotação síncrona, uma na terra e outra da lua. Esta é a razão da divisão do zodíaco em doze signos iguais, e cada vez os aspectos, já que em qualquer ponto começa-se a contar o período, assim se realiza a divisão em doze partes, por isso, os aspectos são válidos para cada ponto da eclíptica.”
Fonte: http://www.astroescuela.com/contenido/aprendizaje/origen_signos.htm (Wendel Polich, “O Por que de os aspectos”, Revista Astrologia Não. 51., Pág. 8-1972)

RELATED ARTICLES
- Advertisment -
Google search engine

Most Popular