Um horóscopo, também denominado carta astral ou natal, é mais uma imagem do céu, tal como se viu no lugar e no momento em que nascemos. O termo horóscopo vem do grego (hora = hora e skeptomai = observar). A interpretação desta imagem é, na verdade, o segundo passo, já que em primeiro lugar há que levar a cabo extensos cálculos para determinar as posições dos planetas que constituem a base dessa interpretação.
O núcleo da astrologia é o mapa Natal, porque é a base para todos os outros cálculos específicos e detalhados. Poderíamos definir a carta de natal como “um gráfico codificado de nossa personalidade”, o que nos oferece informações sobre as nossas tendências, sentimentos, talentos, pontos fracos e ansiedades. Na era da psicologia moderna, não se interpreta o significado de um horóscopo como um destino imutável, mas como um leque de possibilidades e desafios, aos quais temos de aceitar que para realizar e viver todo o potencial indicado na carta natal.
A astrologia não é algo que sobrepomos à vida, mas um meio de identificar e decifrar os padrões naturais de uma vida em particular.
A carta só pode funcionar da forma em que a vida do nativo “funciona”. À medida que a vida muda, assim mudam também as posições planetárias dentro e com relação à carta. Por isso, os movimentos planetários não estão separados, mas que definem simplesmente em um gráfico, linguagem espacial, as mudanças na vida do nativo e como são vividos estes.
Isso coloca o astrólogo no papel de tradutor de vida às suas representações astrológicas. Também estabelece que o nativo vivo é o nosso ponto de partida, mais do que a posição do Sol e da Lua, a roda de casas ou qualquer outro abordagem puramente astrológico, pela razão óbvia de que sem ele não teria em absoluto carta natal.
Se a carta está levantada para uma hora natal insegura, a mesma validade do mapa será posta em dúvida e muito mais ainda a sua “aplicação”. Isto sugere que o único ponto de partida seguro não é o declínio, mas a observação do nativo em pessoa e a consideração dos padrões e a história de sua vida. A base para o traçado está dentro dele ou dela, a carta astrológica limita-se a representá-los de uma forma gráfica. Se podemos verificar que a carta que temos entre mãos é verdadeira com relação à vida, porque descreve fielmente a pessoa do nativo e o curso de sua vida, então já podemos usar essa carta como base para continuar o traçado. Se não é assim, temos de utilizar todos os meios disponíveis para ajustar a carta natal, em uma hora e natal exata, que realmente descreve com fidelidade ao nativo e sua vida, um processo chamado de “retificação”.
Corrigir uma Carta Astral é ajustar esta Carta, visto que a maioria das vezes as pessoas não conhecem tal momento, exatamente, e apenas facilitam o astrólogo de uma hora e um minuto aproximado.
Casos possíveis
Na consulta astrológica podem ser apresentados cinco casos característicos:
Vejamos agora como resolver cada um desses quatro casos:
Apenas se pode fazer:
a. O Horóscopo de “consolação”, com as posições planetárias ao meio-dia de seu dia de nascimento (às 12 horas), e com os seus aspectos. Em base a este Horóscopo de consolação, você pode ser a pessoa falar um pouco do estado celeste dos planetas, das possíveis configurações típicas que possam formar (stellium, cruz cósmica, o grande trígono, etc.), de agrupamentos elementares (planetas em Fogo, Terra, etc), de alguns aspectos importantes que possam existir entre os planetas, etc., neste caso, sempre haverá que levar grande cuidado com os planetas rápidos (especialmente a Lua) e também com aqueles aspectos que tenham um orbe muito grande (e que, possivelmente, algumas horas depois do meio-dia já não forem eficazes).

Horóscopo calculado para as 12h (meio-dia
b. Em caso de não obter resultados convincentes na retificação, uma solução que produz bons resultados consiste em colocar o ascendente nos mesmos graus que o Sol e levantar o resto das casas a 30 graus cada um.

Horóscopo calculado para 2º 24′ de Virgem (Realizado com o Timer de Astroworld). Sol E Ascendente se encontram no mesmo grau e minuto
a. Verificando com essa pessoa os signos do Zodíaco que “conduzem” nesse período (serão cerca de uns quatro ou cinco) e vendo qual deles você se encaixa mais pessoal e fisicamente. Devemos lembrar que o Ascendente rege, antes de tudo, o caráter externo da pessoa e também a sua aparência e vitalidade. Neste último caso, de querer tirar o aspecto físico de uma pessoa pelo seu Ascendente, teremos de ter em conta os planetas “ascendentes” que alteram bastante a natureza do Ascendente (toda a informação se apresenta em um capítulo posterior). Também devem ser tidos em conta os aspectos que recebe esse Ascendente hipotético.
b. Também ajuda a corrigir a Carta Natal a ver com o signo em que está a Lua, que por seu movimento mais rápido, você pode alterar várias horas de um sinal para o próximo. Veja então (que a Lua) qual é o comportamento emocional e instintivo do sujeito (em base a perguntas feitas com muito tato e paciência). Como ajuda à dedução, eis que as significações bolinhas básicas.

c. Finalmente, você também pode ajudar a corrigir a Carta Natal verificar se algum planeta neste intervalo de tempo passa de movimento Retrógrado Direto, ou vice-versa, especialmente com os planetas pessoais Mercúrio, Vênus ou Marte.

Levantam-Se dois horóscopos, uma hora mais cedo e outros mais tarde, e se um planeta em qualquer um dos dois horóscopos situa-se perto do AS, ou do MC (acima de tudo), é provável que, quando estes, progresados, atingem o planeta, que tenha ocorrido algo importante na vida desta pessoa.
Esta correcção anterior também se pode fazer por endereços (um grau superior a um ano). Tanto em um caso como no outro, os endereços mais importantes a ter em conta serão as do ÁS, MC, Sol, Lua e os planetas rápidos (Mercúrio, Vênus e Marte).
Ajuda também nesses casos, a corrigir a Carta Natal verificar o nativo a atuação dos planetas nas Casas, que, neste caso, pode alterar a ter duas horas de margem de erro para a anterior ou a posterior.
Da mesma forma, também podemos vale a pena, para corrigir a Carta Natal, os trânsitos dos planetas lentos (especialmente Saturno e Urano) por ângulos do tema natal (especialmente AS e MC).
Finalmente, e também alguns dos métodos acima (ver se a Lua mudou de sinal, verificar possíveis Ascendentes da pessoa, etc.) podem ser utilizados com sucesso neste caso.
Quanto mais coincidências ocorrem, tanto no trânsito como em direções, tanto mais rigor haverá no ajuste da Carta Natal.
Levantar a Carta Natal para a hora e o minuto intermédio do referido intervalo. Exemplo: Se o nascimento ocorreu entre as 9 e as 10 horas, se levantará uma Carta Natal para as 9 horas e 30 minutos. Com que a margem de erro é reduzido pela metade (neste exemplo, ± 30 minutos), seja, que o Ascendente e as Casas podem variar ± 7 graus, o que já é muito mais fácil aplicar os métodos de correção acima.
Também pode servir de ajuda para corrigir a Carta, se utilizarnos o sistema de Designação, verificar se essa Carta tem ou não tem sinais captados dentro de uma casa. Estes sinais interceptados (ao ler o seu significado) provocam sempre o nativo reações muito fortes, tanto positivas como negativas). Se permanece indiferente, é altamente provável que não tenha referido sinal interceptado. Outro indicativo para situar o nascimento em outro momento. De forma geral, costuma funcionar falar com o nativo das características negativas do signo interceptado e da necessidade de desenvolver as qualidades do signo contrário.

Tema Natal com os sinais interceptados. Virgem encontra-se apreendido na Casa III e Peixes em IX. A cúspide da casa 3, encontra-se situada a 29M58′ de Leo e o ápice de 4 a 01M47′ de Libra.
Neste caso, uma vez utilizados todos os métodos acima poderá passar diretamente ao suposto número 5, ou seja, quando a pessoa conhece a sua hora de nascimento, com uma margem de erro de10 a 15 minutos.
Este curso é o que devemos sempre tentar chegar, através de um trabalho prévio, exposto anteriormente, os quatro primeiros casos, ou porque diretamente nos indicam uma hora muito aproximada.

É aconselhável começar com a carta de um familiar ou amigo, ou um cliente que você deseja compartilhar a informação sobre a sua vida. Não é conveniente começar com a carta de uma festa ou de um desconhecido total por vários motivos:
Rigor na hora de nascimento. A hora de nascimento fornecida ao público, por celebridades em especial, pode não ser a correcta.
Arredondamento da hora: mesmo quando presumivelmente se tenham dado o tempo certo, é possível que tenham arredondado a hora, desde que a pessoa, a mãe ou qualquer outra fonte de informação, não entendem o quão importante é a hora exata do nascimento.
Necessidade do contato pessoal: você terá uma informação somente esquemática, a menos que entrevistes ao nativo, pessoalmente, ou disponha de uma biografia bastante completa e exata. Mas para uma celebridade viva sempre são questões abertas. Quando tenha já experiência no trabalho de rectificação, um trabalho muito interessante é o de corrigir as cartas de figuras históricas, mas esse não é o lugar para começar. Quando você trabalha através de um contato pessoal, você pode obter “feedback” (retroalimentação) direto e respostas completas às suas perguntas sobre os acontecimentos da vida. Isto irá proporcionar um quadro muito mais completo para poder compará-lo com a confirmação astrológica apropriada
Com seu trabalho inicial, escolha uma análise do mapa astral para que a hora exata de nascimento, seja muito aproximada, mesmo exata. A razão é que a retificação é realmente o mesmo que a verificação da precisão do mapa. Observa bem como tudo funciona em uma análise do mapa astral correta, antes de começar a tentar reajustes em uma análise do mapa astral com maior margem de erro.